Ramon Kayo

Newsletter


Entusiasta dos pequenos negócios, mantém um pequeno negócio de desenvolvimento de sites e um espaço de coworking. Compartilha ideias de como ser mais criativo e produtivo.

Ramon Kayo

O que é uma empresa Startup?

O que é uma startup? O que define se uma empresa é ou não uma startup?

Ramon KayoRamon Kayo

Startup é um tipo específico de empresa.

Antes de mais nada, vamos esclarecer uma confusão: muita gente pensa que startup é toda empresa que está começando – já que “start up”  pode ser traduzido como “começar”. Mas essa não é a definição mais aceita de startup.

Uma startup é uma organização construída para encontrar um modelo de negócios repetível e escalável.— Steve Blank

A definição mais aceita de startup é a do Steve Blank: uma empresa é considerada uma startup quando ainda está em busca de um modelo de negócios viável que seja repetível e escalável. Um modelo de negócios repetível é aquele capaz de vender o mesmo produto para todos os clientes. Já um modelo de negócios escalável é aquele capaz de crescer para atender grandes quantidades de clientes.

Além disso, as startups são empresas inovadoras, de maneira incremental ou disruptiva. Encontrar um modelo de negócios que seja viável, repetível, escalável e inovador não é nada fácil. Existem várias incertezas envolvidas, por exemplo: se existem clientes para o produto, se o modelo é realmente lucrativo, se é possível executar o modelo. E é por isso que toda startup é um empreendimentos de alto risco – é muito mais seguro abrir um restaurante, por exemplo, do que começar uma startup.

Definições Famosas de Startup

"Uma startup é uma organização construída para encontrar um modelo de negócios repetível e escalável."
— Steve Blank
"Uma startup é uma organização projetada para crescer rapidamente."
— Paul Graham
"Uma startup é uma instituição humana designada a entregar um novo produto ou serviço sob condições de extrema incerteza."
— Eric Ries

 

Exemplo: Facebook VS. Padaria

Vamos comparar duas empresas que você conhece: o Facebook e a padaria onde você compra pão.

O primeiro motivo pelo qual a padaria não é uma startup é o fato de que ela tem um modelo de negócios bem definido. Isso quer dizer que já existe uma maneira bem testada de operar uma padaria – compra o trigo dali, os laticínios dali, contrata tantos funcionários por unidades de venda, vende o pão aqui, etc. É de conhecimento comum que este tipo de negócio é viável e funciona. Já uma startup como o Facebook, não tem muitas certezas sobre o modelo de negócios. O Facebook nem sempre teve – e talvez ainda não tenha – uma forma de receita bem definida. Isso porque na maioria das vezes o dinheiro que vem de publicidade não é o suficiente para manter um negócio desse porte. O fato de que o Facebook continua procurando uma maneira de aumentar a receita e ser lucrativo coincide com a primeira característica de uma startup: ainda está a procura de um modelo de negócios viável.

O segundo diferencial é que uma padaria não é repetível, isto é, não consegue vender o mesmo pão para vários clientes. Para cada cliente, ela precisa fabricar mais pães, comprar mais laticínios, mais café, etc. Já o Facebook só precisa desenvolver o código uma vez e pode distribuir para todos os clientes, o que é a segunda característica de uma startup, ser repetível.

Por fim, uma padaria não tem um modelo de negócios escalável, ou seja, não consegue crescer para atender grandes quantidades de clientes. Uma padaria não consegue atender outro país, outro estado, outra cidade e, às vezes, nem mesmo outro bairro, enquanto o Facebook atende o mundo inteiro, que é última característica de uma startup, a capacidade de escalar.

Assim fica claro que o Facebook é uma startup e a padaria não – mesmo se ela estiver apenas começando.

Entusiasta dos pequenos negócios, mantém um pequeno negócio de desenvolvimento de sites e um espaço de coworking. Compartilha ideias de como ser mais criativo e produtivo.